97% dos cientistas realmente concordam que mudanças climáticas são reais?

Carregando...
GD Star Rating
loading...

97% dos cientistas realmente concordam que mudanças climáticas são reais?

97% dos cientistas realmente concordam que mudanças climáticas são reais? Seria esta comum afirmação difundida na grande mídia real? De onde estes 97% vem? E, se for verdade, todos estes cientistas concordam tanto com a severidade quanto com a solução para as mudanças climáticas?

Este vídeo da Prager University, apresentado por Alex Epstein, autor best-seller segundo o New York Times e fundador do Center for Industrial Progress, procura elucidar estas questões, revelando as origens destes 97% e explicando como raciocinar mais claramente a respeito do aquecimento global.

O vídeo foi traduzido e legendado pelos Tradutores de Direita e publicado, em seu canal, no dia 5 de julho de 2017. O texto abaixo foi reproduzido e adaptado da sua fanpage em uma rede social decadente:

Se você já expressou um mínimo de ceticismo a respeito das alegações dos ambientalistas que militam contra os combustíveis fósseis, provavelmente já ouviu o argumento: “97% dos cientistas concordam com as mudanças climáticas”, num evidente apelo a uma suposta autoridade ou insinuando ignorância por parte do oponente.

Entretanto, existem várias questões a serem feitas para tais pessoas: No que exatamente os cientistas climáticos concordam? E o que isso significa? Que o clima muda? Que temos algum impacto? Que temos um grande impacto? Que temos um impacto catastrófico? Que temos um impacto tão catastrófico que não devemos usar combustíveis fósseis?

Evidentemente, quem usa deste “argumento” não saberá dar respostas satisfatórias a estas perguntas. Não há nada, nem de longe, no meio acadêmico, dizendo que 97% dos cientistas concordam que deveríamos proibir a maioria dos combustíveis fósseis, se é que sabem da onde surgiu este percentual. Mediante a simples pesquisas, podemos encontrar que 97 por cento dos cientistas climáticos concordam que há uma tendência de aquecimento global e que os seres humanos são a principal causa – ou seja, somos responsáveis por mais de 50% . O aquecimento é de, precisamente, 0,8 graus nos últimos 150 anos [1] e diminuiu seu ritmo substancialmente na última década e meia [2]. Mesmo que 97% dos cientistas do clima concordassem com isso e, mesmo que eles estivessem certos, isto implicaria que devemos restringir o uso dos combustíveis fósseis, são cruciais para o sustento de bilhões de pessoas [3].

Pessoas ignorantes e intelectualmente limítrofes como o ex-presidente americano Barack Obama e o ex-secretário de estado John Kerry repetem tais afirmações pueris constantemente. Obama afirmou que “noventa e sete por cento dos cientistas concordam: a mudança climática é real, provocada pelo homem e perigosa” [4], mencionando cientistas de forma geral ao invés de “cientistas climáticos” e acrescentando, sorrateiramente, a palavra “perigoso” à sua alegação infantil. John Kerry tentou a mesma vigarice intelectual, dizendo que “não há dúvida na mente de ninguém que a ciência está absolutamente certa… 97 por cento dos cientistas do clima confirmaram que a mudança climática está acontecendo e que a atividade humana é responsável… Eles concordam que, se continuarmos a seguir o mesmo caminho em que hoje estamos indo, o mundo como o conhecemos mudará, e mudará drasticamente para pior.” [5]. Na verdade, os tais 97% nem sequer afirmaram o que Kerry quer passar por verdade mas que pode levar economias, especialmente de países pobres, a crises sem precedentes.

Outra questão que permanece sem resposta é no que os 97% concordam. É sabido que os estes, quando afirmam que os seres humanos são a principal causa do aquecimento, se envolveram em uma má conduta flagrante [6]. Um dos principais papers por trás do argumento dos “97%” é de autoria de John Cook, administrador de um site popular SkepticalScience, uma enciclopédia virtual de argumentos tentando defender as previsões de mudanças climáticas catastróficas de todos os desafios. Ou seja, ele é tipo um blogueiro qualquer. Esse é o Abstract do próprio Cook em seu polêmico artigo: “Cook et al. (2013) descobriram que mais de 97 por cento [dos papers que pesquisou] aprovaram a visão de que a Terra está aquecendo e as emissões humanas de gases do efeito estufa são a principal causa“. [7] Esta é uma declaração bastante clara – 97 por cento dos papers pesquisados endossaram a visão de a atividade humana é a principal causa do efeito estufa.

Entretanto, uma rápida análise revela que este não é o caso. Cook é capaz de demonstrar apenas um sutil endosso a esta sua visão limitada mas apenas uma pequena porcentagem dos papers se enquadra nesta categoria. Cook, sorrateiramente, não diz qual porcentagem, mas quando o estudo foi desafiado publicamente pelo economista David Friedman, um observador calculou que apenas 1,6 % explicitamente afirmou que o gás de efeito estufa produzidos pelo homem causavam ao menos 50% do aquecimento global. [8] Fica claro a vigarice intelectual deste sujeito que criou uma nova e “criativa” categoria chamada de “endosso explícito sem quantificação”. Isto é, papers em que o autor, pela “intuição” de Cook, não disse se 1 por cento ou 50 por cento ou 100 por cento do aquecimento era causado pelo homem, mas servem para endossar explicitamente uma visão que os autores certamente não tiveram.

Pra completar, vários cientistas cujos papers foram citados por Cook, protestaram, como podemos ver a seguir:

  • “A pesquisa de Cook incluiu 10 dos meus 122 artigos elegíveis. 5 dos 10 foram classificados incorretamente. 4 dos 5 foram classificados como endosso ao invés de neutralidade.”Dr. Richard Tol [9]
  • “Essa não é uma representação precisa do meu paper.”Dr. Craig Idso [10]
  • “Não… Não é uma representação precisa. “Dr. Nir Shaviv [10]
  • Cook et al. (2013) é baseado em um argumento do espantalho… ” – Dr. Nicola Scafetta [10]

Em suma, o argumento dos 97% é uma falsa representação deliberadamente destinada a intimidar o oponente e engambelar o público. É uma manipulação grosseira propagada por pessoas cuja agenda ideológica sombria e dissimulada necessita desse tipo de expediente.

Fontes e Saiba Mais

  1. http://www.metoffice.gov.uk/…/ha…/data/current/download.html
  2. http://scrippsco2.ucsd.edu/…/atmosp…/icecore_merged_products
  3. http://data.worldbank.org/data…/world-development-indicators
  4. https://twitter.com/barackobama/status/335089477296988160…
  5. http://eaglerising.com/…/only-27-of-americans-believe-the-…/
  6. O que não te contaram sobre o Aquecimento Global
  7. http://www.ufjf.br/engsanitariaeambi…/…/Cook-et-al.-2013.pdf
  8. http://econlog.econlib.org/archiv…/…/03/16_not_97_agree.html
  9. Cook survey included 10 of my 122 eligible papers. 5/10 were rated incorrectly. 4/5 were rated as endorse rather than neutral.
  10. http://www.populartechnology.net/…/97-study-falsely-classif…
  11. https://www.forbes.com/…/97-of-climate-scientists-agree-is…/
  12. Tradução: Renan Poço
  13. Revisão: Hugo Silver
  14. Do 97% of Climate Scientists Really Agree? – Vídeo original

Deixe um comentário

Adicionado Em: 13 de junho de 2017

Visualizações: 26

Duração: 04:36

Categorias: Curtos

Tags: , ,

Canal: Prager University

GD Star Rating
loading...

Este Link: