As necessidades femininas segundo a Pirâmide de Maslow

Nos dias de hoje, é comum vermos debates, piadas e outras conversinhas sobre como “é impossível entender as mulheres” por aí, normalmente por parte de bobocas e invariavelmente seguido de uma profunda vergonha alheia. Neste artigo, o Doutrinador desmistifica essas bobeirinhas, utilizando conhecimentos de psicologia (Pirâmide de Maslow), pura lógica e sua mira de sniper ao falar a verdade, doa a quem doer.

Este é mais um excelente artigo do blog do Doutrinador, inclusive recomendado por um psicólogo, que decidimos publicar aqui, visto que o site atualmente está fora do ar e não sabemos que rumo ele vai ter.


Dizer que a maioria das mulheres gostam de dinheiro, gostam de fortes emoções, querem homens destacados e etc é chover no molhado. Neste artigo vamos destrinchar completamente ego feminino e você vai entender por que a maioria delas parece buscar a mesma coisa.

Alguns idiotas por aí dizem que é impossível entender as mulheres e o ego delas e vivem de apenas soltar piadinhas sobre o assunto, mas a realidade mostra que é possível entendermos o que elas querem e buscam na vida, e como elas atingem esses objetivos.

Para facilitar o entendimento, vamos tomar como base a pirâmide Maslow.

“Que negócio é esse de pirâmide?”

A pirâmide de Maslow é uma divisão hierárquica proposta por Abraham Maslow em que as necessidades humanas de nível mais baixo devem ser satisfeitas antes das necessidades de nível mais alto. Cada um tem de “escalar” uma hierarquia de necessidades para atingir a sua autorrealização.

Hierarquia das necessidades

 

Necessidades Fisiológicas

gorda-comendoVoltando pra pirâmide de Maslow, podemos perceber que as mulheres querem primeiro se manterem vivas e para isso precisa de comer e dormir, ou seja precisam de uma casa pra dormir e dinheiro pra comer.

Se elas moram com uma família essas necessidades fisiológicas básicas já estarão sendo satisfeitas. Se ela quer sair da casa dos pais para ser dona de seu próprio lar num relacionamento tradicional, o básico que esperam do marido é casa e dinheiro pra comida.

Como hoje em dia elas não querem mais depender dos homens pra ter esse básico, elas entram no mercado de trabalho e assim elas mesmas podem prover essas necessidade básicas (comida e abrigo).

Tendo comida e um local pra dormir, o próximo nível é ter segurança.

Necessidade de Segurança

Podemos dividir a segurança em dois níveis: segurança física e emocional. A segurança física envolve ter um lar seguro, em um bairro seguro e segurança emocional envolve ter homem seguro, forte, determinado e que seja efetivamente um líder, ou que seja um provedor de fortes e constantes emoções. Segurança emocional para elas não significa estabilidade, mas sim o frequente despertar de emoções. É por isso que se cansam quando possuem suas vontades sempre satisfeitas e nunca questionadas.

aaaA estética masculina conta muito para a impressão de segurança e é um recurso muito utilizado para atração. Homens definidos comunicam mais saúde (baixa quantidade de gordura), agilidade e que não é um sujeito preguiçoso ou acomodado. Antes que venham chorar e falar merda aqui nos comentários, SIM, é óbvio que um cara gordo pode ser mais trabalhador e honrado que um bombado inútil que fica o dia todo na academia, mas prestem atenção que estamos falando aqui de instintos, OK?

Caras higiênicos, de roupas limpas, etc, demonstram limpeza e saúde. Caras limpos e cheirosos pra elas inconscientemente comunicam ausência de doenças e autoestima elevada. Por isso que bíceps, costas largas, etc demonstram que o cara é forte, logo, pode oferecer proteção e seria um ótimo trabalhador ou guerreiro (o inconsciente delas ainda trabalha com a ideia de que estamos no tempo das cavernas ou na idade média).

De acordo com essa linha de raciocínio, destaque social, status, dinheiro também seria uma forma do homem prover segurança e alimentação pra mulher. Um cara rico, destacado teria mais dinheiro pra morar em um local mais seguro, uma casa mais segura, um bairro mais seguro, etc.

Necessidades Sociais (Emocionais)

Se ela tem alimentação, abrigo, segurança, as necessidades agora sobem na pirâmide para as necessidades emocionais, românticas, relacionamentos, e blá blá blá.

beta-rejeitadoAs mulheres gostam sim de romance, elas adoram romantismo, mas não pelo romantismo em si (melação babaca) e sim pelas emoções que o romantismo proporciona. É por isso que o romantismo simplesmente não funciona com betas. Betas românticos demonstram fragilidade e elas só querem algo acima da pirâmide se a necessidade de baixo foi atingida. Ou seja, elas gostam de romantismo mas são muito pouco ou nada românticas.

Se o cara for forte, seguro de si, bonito, saudável, sarado, autoconfiante, alfa, semi-deus fodelão, etc. elas adorariam demonstrações de romances deles. Sim, elas sonham com estas demonstrações de romances, mas só de homens alfas.

Para elas um alfa bonitão, rico, romântico é sonho real do príncipe encantado dos contos de fadas, das novelas, do filme e do cinema.

Elas necessitam tanto disso que qualquer coisa que o alfa faça é considerado romântico na mente delas. Até mesmo se o alfa fizer elas sofrerem emocionalmente elas verão isso como parte de um contexto romântico, exatamente como ocorre nas novelas.

Elas não aceitam o romantismo de qualquer um porque está cheio de betas oferecendo romantismo de graça pra elas, ou seja, essa necessidade do ego delas já está sendo satisfeita (principalmente se ela for bonita e gostosa).

Dentro de um relacionamento fixo, ela tentará obter isso do namorado, marido ou se esse não despertar tais emoções, ela pagará por romantismo através de livros, revistas, internet, novelas, flertes (pornografia emocional).

Necessidade de Estima/Reconhecimento

cafajesteNo próximo degrau da pirâmide temos a necessidade de reconhecimento. Elas querem ser reconhecidas e amadas incondicionalmente pelo que elas são. Por isso que elas adoram alfas e cafajestes, porque eles aceitam elas como elas são e as tratam segundo suas ações.

Se ela é vadia, promíscua ou já transou com 20 caras, o cafajeste não está nem aí e vai até elogiá-la por ela ser independente emocionalmente (uma vez que a promiscuidade dela é interessante, por isso o elogio do cafajeste atua como reforço positivo).

Ela verá isso do alfa como um alívio, afinal alguém a aceita e acha normal suas aventuras anteriores. Isso explica porque elas não admitem este comportamento promíscuo quando estão com betas e homens bonzinhos e sentem vergonha de revelar a eles seu próprio passado: betas possuem uma visão idealizada da mulher, as tratam como semideusas e por isso elas ocultam o que são.

Necessidade de Autorrealização

No último degrau da pirâmide do ego, ela terá a necessidade de autorrealização e conquista de suas metas. A autorrealização é sonho de ser totalmente independente, não depender de nenhum homem pra ter alimentação, casa, proteção, romance (mulheres modernas querem sexo sem compromisso na balada sem peso na consciência). Querem casar quando cansarem das baladas e querem que os homens aceitem essa vida de aventuras.

Conclusão

Não devemos aceitar o mito de que as mulheres são imprevisíveis e indecifráveis, como tantos matrixianos adoram propagar. Na verdade, é plenamente possível entender como elas escalam essa pirâmide do ego e adaptar isso à fase da vida em que a mulher qual estamos interessados está passando. Entendemos também que as vontades delas não apenas são previsíveis, mas também podem ser direcionadas aos nossos interesses.

* com a honrada colaboração de Sheik Ghalib

2 comentários para “As necessidades femininas segundo a Pirâmide de Maslow”

  1. Wagner disse:

    Parabéns pela abordagem precisa e técnica!

    GD Star Rating
    a WordPress rating system

Deixe um comentário

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!