A real sobre a cultura pop

Carregando...
GD Star Rating
loading...

A real sobre a cultura pop

Neste vídeo, Paul Joseph Watson dá a real sobre o atual estado da cultura pop (cultura popular), discorrendo sobre as influências disto diante do comportamento e desenvolvimento social que estamos presenciando.

O vídeo foi traduzido e legendado pelos Tradutores de Direita e publicado, originalmente, no dia 14 de fevereiro de 2017, em seu canal. O texto abaixo foi retirado e adaptado do mesmo:

Existe uma relação entre o que o correspondente do Info Wars disse no vídeo e a mentalidade revolucionária. A mente comunista basicamente funciona através da dialética de Hegel, onde uma linha de raciocínio afirmativa (tese) é confrontada com outra linha de raciocínio antagônica (antítese). As duas se digladiam, gerando uma situação nova que carrega dentro de si elementos resultantes desse embate (síntese). Esta, aparentemente inocente, premissa tem como função última consolidar o poder do partido, avançando dentro desta mesma dialética. Um exemplo claro disto se acha nas palavras de Lenine: “A melhor maneira de controlar a oposição é lidera-la nós mesmos”, ou seja, utiliza-se da estratégia das tesouras, onde o partidão é tanto a oposição quanto a situação. Isso acontece no Brasil, com o PT e o PSDB, partidos opostos apenas em questões administrativas, não ideologicamente.

A penetração de espaços feita na cultura pop seguindo a estratégia Gramscista resultou em uma hegemonia cultural revolucionária no Brasil e em vários países do mundo, sufocando qualquer real oposição, substituindo-a por uma artificial. Artistas que não são beneficiados pelo estado reconhecem que o mundo cultural brasileiro foi totalmente absorvido pela esquerda, tanto através do socialismo militante como da hegemonia garantida pelo Marxismo Cultural.

Saiba Mais

  • Tradução e revisão: Felipe G. Duarte e Israel Pestana
  • The Truth About Popular Culture – Vídeo original
  • A verdade sobre a música pop – Watson expõe a farsa da indústria da música pop, onde os artistas, em larga parte, nada mais são do que marionetes de uma elite de produtores que detém o monopólio deste mercado.
  • Por que a beleza importa? – Ensaio do filósofo britânico Roger Scruton acerca do abandono contemporâneo da beleza nas artes e de como é imprescindível de resgatá-la em sua essência.

Deixe um comentário

Adicionado Em: 15 de fevereiro de 2017

Visualizações: 54

Duração: 16:52

Categorias: Comentários

Tags: , ,

Canal: Info Wars

GD Star Rating
loading...

Este Link: