O marxista que me desafiou na audiência

O marxista que me desafiou na audiência” é uma tradução de um texto de autoria do Tom Woods Jr. onde o historiador, ao replicar um comunista que o desafiou em uma palestra que ele cedeu na UC Santa Barbara (evento citado em outro texto dele [1]), acaba fazendo um excelente resumo do porquê que qualquer economia baseada no Marxismo jamais irá funcionar. Ele utilizou do arcabouço teórico do economista Ludwig von Mises, quem provou matematicamente que a economia socialista é impossível na prática.

Resolvemos traduzir o texto e transformá-lo em artigo, pois além de ser curtinho e de fácil entendimento, pode ser uma pequena introdução para os trabalhos deste genial economista austríaco.


Como eu te disse ontem, passei a noite de terça discursando para os estudantes da UC Santa Barbara sobre o verdadeiro histórico do comunismo – um pedaço da historia que uma substancial parcela dos americanos desconhecem.

Próximo ao fim da minha exposição, eu disse: mesmo que os marxistas digam por aí que nenhum destes regimes que citei hoje representam o verdadeiro marxismo, eu posso também mostrar que, o assim chamado, “Marxismo Puro” seria também um desastre.

Então, dissertei sobre o problema do calculo econômico, como explicado por Ludwig von Mises. Se os fatores de produção são controlados por apenas uma entidade – seja ela o estado ou uma “vasta associação da totalidade da nação” (seja lá o que isso significa), como disse Marx – estes não podem ser precificados.

Você não compra coisas de si mesmo. Você não vende coisas para si. Da mesma forma, a entidade que detém todos os meios de produção não irá comprá-los ou vendê-los e, assim, seus preços jamais serão determinados [2].

Sem preços, não tem como decidir entre processos produtivos que envolvem fatores incomensuráveis de produção. Não tem como decidir, entre um número de combinações de recursos praticamente infinito, qual delas satisfazem as preferências de um consumidor a um preço baixo e com menor desperdício possível. Não tem como calcular lucro ou prejuízo e, daí, não tem como saber se a firma está agregando valor (melhorando nosso bem-estar) ou subtraindo valor (gastando recursos à toa).

Depois que eu terminei, um maconheiro [3] se levantou durante a sessão de perguntas e respostas e me desafiou.

Alguns dos seus questionamentos foram triviais: ele defendeu Lênin contra a acusação de oprimir os ucranianos, quando, na verdade, eu culpei Stalin por isso.

Mas ele achou que tinha me pegado quando disse que “Marx falou sim sobre preços” no Capital.

Evidentemente, ele interpretou “não se pode haver precificação dos fatores de produção sob o puro Marxismo ” como “Marx nunca disse nada a respeito de preços.”

Certamente, Marx falou sobre preços, especialmente sobre preços do consumidor, mas isto não tem nada a ver com o assunto. O ponto é que seu sistema não pode precificar substancialmente fatores de produção.

Isto significa que qualquer economia baseada em ideias marxistas vão ter resultados hediondos – e não precisamos de usar muita imaginação para saber como os regimes marxistas iriam lidar com estes resultados. A resposta de Lênin, por exemplo, seria um pelotão de fuzilamento, e eu não tenho porquê duvidar que isto seria muito diferente para qualquer outro marxista.

O episódio de hoje do Tom Woods Show baseia-se no de ontem [4] e disserta sobre a Revolução Bolchevique – não a versão romântica e e irreal que os marxistas conta, mas o que realmente aconteceu e toda a sua terrível crueldade.

Um experimento nobre?

Você tá de sacanagem.

Escute: https://tomwoods.com/ep-1105- dont-pine-for-the-original- principles-of-the-bolshevik- revolution/

E, a propósito, eu fiquei muito contente em escutar tanta gente no evento dizendo que ser um “Membro da elite do show do Tom Woods!” Obrigado por comparecer em massa. Você ainda não faz parte do nosso grupo? Inscreva-se aqui!

Tom Woods

Notas da tradução e saiba mais

  1. Vamos celebrar o comunismo – Outro texto do Tom Woods a respeito dos horrores do comunismo.
  2. Impor um custo a qualquer produto fora do mercado é diferente de determinar preços, muito menos preços justos e eficientes.
  3. Marxista.
  4. What I told a crowd of college kids about communism

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!