Papa Francisco – Interromper uma gravidez é como eliminar alguém

Sua Santidade, o Papa Francisco, compara o aborto com o uso de um matador de aluguel, afirmando categoricamente que interromper uma gravidez é como eliminar alguém, deixando claro que esta prática é assassinato e, como tal, fere o Quinto Mandamento.

“É justo contratar um matador de aluguel para resolver um problema? Não é justo. Não podemos eliminar um ser humano, mesmo que pequeno, para resolver um problema”, questionou o Vigário de Cristo, nesta quarta-feira (10/10/2018), durante sua tradicional audiência na Praça de São Pedro do Vaticano.

Veja as palavras do Papa contra o aborto no vídeo abaixo (em italiano com legendas em espanhol):

O Papa afirmou que “a perda de valor da vida humana” está nas causas de todo o mal do mundo, trazendo consequências as guerras, exploração do homem e cultura da exclusão. Ele também criticou a justificação de abortos como um respeito a outros direitos: “Como um ato que suprime a vida inocente e sem defesa pode ser terapêutico, civil ou simplesmente humano?”.

Em junho deste ano, o pontífice já havia comparado o aborto feito nos casos de má-formação do feto a eugenia nazista. “Ouvi dizer que está na moda, ou pelo menos é habitual, realizar exames durante os primeiros meses de gravidez para ver se a criança está bem ou nascerá com algo e que a primeira opção é se livrar dela”, declarou o atual Sucessor de Pedro.

Saiba mais

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!