Mais governo é governo demais

William Voegli, do Instituto Claremont, aborda questões acerca do tamanho do estado, como quando mais governo se torna demais, quais os fatores delimitadores ou se existe um limite adequado à intervenção estatal.

Classificação: 0 / 5. Votos: 0.

Mais governo é governo demais

Mas quando mais governo se torna demais? Qual deve ser o fator delimitador? Na mente progressista, existe um limite adequado à intervenção estatal?

Conservadores acreditam que um governo grande o suficiente para dar tudo às pessoas é grande o suficiente para tirar tudo delas. Por isso, insistem em nutrir a saudável desconfiança do governo e de duas “boas intenções”. Esquerdistas, por sua vez, acreditam que o governo deve estar ativamente engajado na construção de uma sociedade “mais justa e igualitária” e que, portanto, deve dispor de amplos recursos no cumprimento de sua “missão restauradora”.

O problema disso tudo é que o estado, sendo inerentemente corrupto e ineficaz, sempre falha em atingir tais objetivos enquanto a resposta de grupos esquerdistas é sempre pedir mais e mais intervenção governamental na economia e nas vidas pública e particular dos indivíduos.

Note que as pessoas sensatas e de boa índole sempre pedem menos estado.

Neste vídeo da Prager University, traduzido e legendado pelos Tradutores de Direita, e publicado em seu canal no dia 22 de abril de 2016, William Voegli, do Instituto Claremont, aborda estas questões e nos oferece algumas respostas.

Caso o vídeo esteja sem legendas, configure na barra de reprodução e selecione a legenda “Português (Brasil)” ou de outro idioma de sua preferência que esteja disponível.

Veja também


Adicionado em: 6 de junho de 2016

Visualizações: 17

Duração: 04:44

Categorias: Comentários

Marcadores: ,

Canal: Tradutores de Direita

Publicado por: Equipe Direita Realista

Deixe um comentário