Bruno Garschagen entrevista Bene Barbosa

GD Star Rating
loading...

Bruno Garschagen entrevista Bene Barbosa

No dia primeiro de novembro de 2013, Bruno Garschagen recebeu, no 96º Podcast do Mises Brasil, o especialista em segurança pública Bene Barbosa.

O assunto, como poderíamos esperar, foi sobre o desarmamento e a política acerca do direito de propriedade e de autodefesa do brasileiro.

A liberdade e o direito de comprar e portar armas de fogo é um dos assuntos mais controvertidos no Brasil, onde o governo já tentou, mediante referendo realizado em 2005, proibir o comércio de armas de fogo e munição. A derrota foi acachapante: 63,94% dos que votaram disseram não à proibição. Apesar da mensagem clara dada na consulta popular, o tema volta e meia volta à pauta de discussão pública, especialmente quando ocorre alguma tragédia, como a ocorrida numa escola municipal carioca em 2011. Sempre também há tentativas políticas de aumento da restrição ou da completa proibição da venda.

As justificativas para tirar a liberdade do cidadão de adquirir uma arma de fogo vão desde tragédias como a de Realengo ao aumento do número de mortes no país provocadas por tiros, mesmo que não existam provas que demonstrem uma relação de causa e efeito. Para falar sobre o assunto e derrubar alguns mitos ideológicos sobre o tema, o Podcast do Instituto Rothbard Brasil entrevistou o especialista na área de segurança e presidente do Movimento Viva Brasil, Bene Barbosa, que não tem dúvidas ao afirmar que nos últimos 20 anos se estabeleceu uma meta (política) de demonizar a arma de fogo, com o claro de intuito de retirar esse direito do cidadão.

“O que o governo está propondo com o desarmamento é uma restrição ao cidadão, a retirada da liberdade do cidadão de ter uma arma de fogo. E isso tem uma simbologia muito forte porque quando o governo diz ‘olha, fulano, você tem que entregar a sua arma, você tem que se desarmar’, o que ele está dizendo é o seguinte: ‘você tem que se render’. Com esse gesto, você tem que mostrar que confia a sua vida, a vida da sua família, a sua propriedade, nas mãos do estado, e isso é perigoso, uma vez que a gente sabe muito bem que o estado não é onipresente, e não pode e não deve ser onipresente. Sendo assim, o cidadão deve continuar tendo essa opção de segurança, de defesa”, sugeriu Barbosa.

Além de especialista em segurança pública, Bene é também professo e escritor. Ele contou nesta entrevista por qual razão o Movimento Viva Brasil decidiu assumir a bandeira de defesa do direito do cidadão de comprar e portar armas de fogo, por que esse direito é importante para a sociedade brasileira e por que governos com a mesma orientação ideológica tentam restringir ou proibir a venda de armas de fogo no país. Ele também abordou o mito referente à relação entre quantidade de armas legais e o aumento do número de mortes como usualmente se faz de forma equivocada, considerando os dados disponíveis. “O Brasil é um dos países mais desarmados do mundo. Nós temos pouquíssimas armas nas mãos da população na comparação com outros países, como nos Estados Unidos. Se a simples relação entre armas e violência fosse verdadeira, a Suíça seria o Brasil e o Brasil seria a Suíça”.

Saiba Mais

Adicionado em: 29 de março de 2016

Visualizações: 1

Duração: 46:19

Categorias: Entrevistas, Podcasts

Tags: , ,

Canal: Instituto Rothbard

GD Star Rating
loading...


Link:

Direita Realista no Telegram

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados