Estudo conclui que carne vermelha não traz riscos à saúde

Em um esforço sem precedentes, um estudo conduzido pela University of Washington conclui que carne vermelha não traz riscos à saúde.


Estudo conclui que carne vermelha não traz riscos à saúdeHá anos, estudos relacionam o consumo de carne vermelha a problemas de saúde como doenças cardíacas, derrame e câncer, mas de acordo com os resultados obtidos por uma nova pesquisa científica empreendida pela Washington’s Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), estes invariavelmente sofrem de limitações metodológicas.

De acordo com o Big Think, em um esforço sem precedentes, um estudo conduzido por cientistas da University of Washington conclui que carne vermelha não traz riscos à saúde. A pesquisa examinou décadas de pesquisa sobre o consumo de carne vermelha e suas ligações com vários resultados de saúde, apresentando uma nova maneira de avaliar os riscos à saúde no processo. O paper foi publicado em 10 de outubro de 2022.

Eles encontraram apenas evidências fracas de que o consumo de carne vermelha não processada está ligado ao câncer colorretal, câncer de mama, diabetes tipo 2 e doença isquêmica do coração, e nenhuma ligação entre comer carne vermelha e derrame.

De acordo com a fonte, quase toda as pesquisas anteriores foram de caráter observacional, incapazes de desvendar a causalidade de forma convincente. A maioria é atormentada por variáveis confusas. Por exemplo, talvez os comedores de carne simplesmente comam menos vegetais, ou tendam a fumar mais, ou a se exercitar menos? Além disso, muitos são baseados no consumo autorreferido. O simples fato é que as pessoas não conseguem lembrar o que comem com precisão. E, por último, os tamanhos de efeito relatados nesses artigos científicos costumam ser pequenos. Vale a pena se preocupar com um suposto risco 15% maior de câncer?

Os cientistas do IHME observaram a natureza de baixa qualidade deste campo da ciência da saúde por décadas. A cada ano, são publicadas centenas de estudos literlmente preguiçosos que simplesmente tentam encontrar uma ligação observacional entre alguma ação – comer um alimento, por exemplo – e um resultado de saúde, como morte ou doença. No final, devido a métodos desleixados e outros elementos estatísticos inconsistentes, tudo, especialmente alimentos diferentes, parece estar associado ou não ao câncer.

É interessante também que a equipe do IHME planeja utilizar sua função de ônus da prova em todos os tipos de riscos à saúde, criando um enorme banco de dados de acesso livre.

Extra

A seguir, temos um vídeo escolhido de forma aleatória de nosso canal, que pode ou não ter a ver com esse assunto:

Últimas atualizações em geral

Mais informações

  • Visualizações: 47
  • Categorias: Notícias
  • Publicado por: Equipe Direita Realista

Disclaimer: exceto quando explicitado na publicação, não temos nenhuma ligação com o conteúdo divulgado ou seuu(s) criador(es). É também interessante notar que, apesar do nome do site, nem todo conteúdo publicado aqui pode ser rotulado como "de direita" ou de algo que o valha. Pode ser simplesmente algo interessante e/ou edificante que mereça ser arquivado ou pra realizar um simples registro histórico. Saiba mais sobre o Direita.TV aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *