Congresso de obstetrícia ensina a assassinar fetos, com apoio estatal

O XXII Congresso Mundial de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO 2018), que está acontecendo no Rio de Janeiro entre os dias 14 e 19 de outubro, ensina a assassinar fetos, contando inclusive com apoio estatal e a presença ministro da Saúde, Gilberto Occhi na abertura do evento.

Segundo o Instituto Liberal de São Paulo, a programação do congresso, um dos maiores do mundo que recebe 11 mil médicos, conta com uma grande quantidade de eventos e palestras a respeito do aborto, o que é assassinato e um crime contra a lei natural ainda condenado pela lei brasileira.

No evento, foram oferecidos um curso chamado “A Tecnologia do Aborto”, que consiste em treinamento de diversas técnicas abortivas. Em um dos painéis da FIGO 2018, também se falava que para matar um feto, primeiro é necessário que o médico tenha “mente aberta”:

Congresso de obstetrícia ensina a assassinar fetos com apoio estatal

Outro fato que chamou atenção é o apoio financeiro oferecido não apenas pelo estado, recebendo patrocínio do Governo Federal e da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), mas também de organizações globalistas, como “Bayek e GSK (130 mil dólares cada), Grunenthal e MSD (95 mil dólares cada), EMS, FQM e Nestlé (55 mil dólares cada), ONGs de militância pró-aborto como DKT e IPAS (criada pela Planned Parenthood, a maior empresa de execução de abortos do mundo), ao custo de 30 mil dólares cada; além de outras empresas farmacêuticas como Novo Nordisk, Roche e Ache”.

Fontes e veja mais

  1. Com apoio estatal, congresso de obstetras no Rio ensina a matar fetos – Fonte e notícia completa em artigo de Marcelo Faria, presidente do ILISP.
  2. Em reunião com Dom Orani Tempesta, Jair Bolsonaro firma acordo para defender família – Aconteceu hoje (17/10/2018) mais cedo.

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!