Natal com Bandeira – Alegrias de Nossa Senhora

Descrição

No quinto e último vídeo da sua série de vídeos “5 poemas de Manuel Bandeira para o Natal 2015“, o ator Roberto Mallet faz a leitura de mais um belo poema do brasileiro Manuel Bandeira: Alegrias de Nossa Senhora:

O anjo traz a mensagem,
Prostra-se perante a Virgem e anuncia:
O Filho de Deus quer ser teu filho, Maria;
Porque és cheia de graça e bendita entre as mulheres.

A donzela, em sua humildade, torna-se grande;
Eleva-se acima da condição humana;
Atinge os confins da divindade.
Ó Virgem, que vais responder?
Maria cruza as mãos sobre o peito,
Inclina-se reverente:
Sou a escrava do Senhor:
Faça-se em mim segundo tua palavra.

Ó santas alegrias, castíssimas delícias
Da maternidade virginal!
Maria já é Mãe de Deus.
O filho é o mesmo Verbo Divino
eternamente gerado pelo Pai.
Feliz a Virgem Maria, cujo seio contém o próprio Deus!

Caminha a Virgem pelas montanhas de Judá.
Tudo respira serenidade.
O cabrito montês brinca nos cimos mais altos.
Maria vai visitar Isabel.
Troca-se em paraíso a casinha branca da montanha.
Isabel, ao ouvir a saudação de Maria, exclama, cheia do Espírito Santo:

Bendita tu entre as mulheres
E bendito o fruto de teu ventre!
O menino salta no ventre da Mãe e Maria canta:
Minh’alma engrandece ao Senhor.
Meu espírito se alegra em Deus meu Salvador
Porque atentou na baixeza de sua serva.
Desde agora todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes coisas me fez o Poderoso,
Grandes coisas faz o Poderoso:
Depõe dos tronos os soberbos
E eleva os humildes;
Enche de bens os famintos
E despede vazio os ricos.
Santo é seu nome.

Aleluia! Aleluia! Aleluia!

Noite feliz!
Começa em Belém a Missa da vida de Jesus.
Chegam os magos do Oriente, com as suas dádivas:
Ouro, incenso, mirra.
Pastores socorrem com as suas cornamusas, gaitas, flautas.
E cantam ao Messias recém-nascido:

Glória a Deus nas alturas!
A Virgem-Mãe vela o seu menino.
Todo o que nele crer, terá a vida eterna.
Glória a Deus nas alturas!

Mais Natal

Mais informações

Disclaimer: exceto quando explicitado na publicação, não temos nenhuma ligação com o conteúdo divulgado ou seuu(s) criador(es). É também interessante notar que, apesar do nome do site, nem todo conteúdo publicado aqui pode ser rotulado como "de direita" ou de algo que o valha. Pode ser simplesmente algo interessante e/ou edificante que mereça ser arquivado ou pra realizar um simples registro histórico. Saiba mais sobre o Direita.TV aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *