Paulo Kogos – Contra a vacina obrigatória

Paulo Kogos expõe argumentos éticos, morais e econômicos contra a vacina obrigatória, mostrando que 'liberais são piores que comunistas', visto que muitos correram para deferir o mais novo delírio autoritário de João Doria. Clique aqui para a descrição completa.


Descrição

Reagindo aos delírios autoritários de João Doria, Paulo Kogos expõe argumentos éticos, morais e econômicos contra a vacina obrigatória, mesmo contra a Peste Chinesa, mostrando, no processo, que “liberais são piores que comunistas”, visto que muitos deles correram para deferir a mais nova maluquice do governador de São Paulo.

Falando no Agripino, o juiz da 14.ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, Randolfo Ferraz de Campos, determinou a indisponibilidade de bens do governador de São Paulo no valor de R$ 29,4 milhões. Doria é acusado de crime de improbidade administrativa, por gastos irregulares com propaganda do programa de recapeamento de vias “Asfalto Novo”, quando era prefeito da capital paulista. A decisão foi proferida na segunda-feira (19), a pedido do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP).

Veja também

Mais informações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *