Ativistas admitem que quando o aborto é ilegal, mulheres raramente morrem

Dois pesquisadores pró-aborto admitiram de forma indireta que quando a prática é ilegal, mulheres raramente morrem, indo de acordo com o que os defensores da vida vêm dizendo há anos sobre os supostos perigos do aborto ilegal.

De acordo com o site LifeNews, professores da Universidade de Santa Clara e da Universidade do Texas basicamente disseram ao The Atlantic a mesma coisa em um artigo publicado esta semana. Embora o relatório argumente que as mulheres ainda sofrem quando os abortos são ilegais, reconhece que menos mulheres estão morrendo de abortos, mesmo em países onde os abortos são ilegais.

As estatísticas relativas à óbitos maternos oficiais do SUS brasileiro também estão de acordo com estas conclusões:

Óbitos Maternos no Brasil segundo o SUS entre 1996 e 2007

Óbitos Maternos no Brasil segundo o SUS entre 1996 e 2007. Clique na figura para ampliá-la.

Saiba mais

  1. Abortion Activist Admits: “When Abortion Is Illegal, Women Rarely Die” – Artigo original em inglês.

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!