Comparativo entre os programas de governo de Bolsonaro e Haddad

Este é um curto texto que faz um comparativo entre os programas de governo de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), candidatos à Presidência da República das Eleições 2018 que vão disputar o segundo turno.

O artigo, de autoria desconhecida, pega os pontos mais importantes sobre os tópicos, utilizando como fonte os próprios documentos oficiais que foram enviados para o TSE e podem ser acessados pelo público e que estarão linkados ao final desta publicação.


Comparativo entre os programas de governo de Bolsonaro e Haddad

Ideologia de gênero

Bolsonaro: qualquer forma de diferenciação entre os brasileiros não será admitida (pág 6).

Haddad: criar bolsas de estudo para travestis e transexuais (pág 21).

Impostos

Bolsonaro: redução da carga tributária e aumento da receita destinada aos municípios (pág 58).

Haddad: criar imposto sobre a exportação (pág 41), criar imposto sobre lucros e dividendos (pág 42) e aumentar o imposto territorial rural ITR para grandes propriedades (pág 56).

Imprensa

Bolsonaro: contrariedade a qualquer regulação ou controle social de mídia (pág 7).

Haddad: implantar mecanismos de regulação da imprensa e criar uma empresa pública de comunicação para expor o posicionamento do governo (pág 16).

Lava Jato

Bolsonaro: a justiça deverá seguir seu rumo sem interferências políticas (pág 15).

Haddad: promover uma reforma do sistema de justiça para reduzir o poder de investigação do ministério público federal (pág 6, 15).

Segurança

Bolsonaro: tolerância zero com o crime (pág 10) e redução da maioridade penal (pág 32).

Haddad: desmilitarização das polícias (pág 31) e iluminação com led nas ruas (pág 54).

Ministérios

Bolsonaro: reduzir os 29 ministérios existentes atualmente (pág 17).

Haddad: criar 6 novos ministérios (pág 19, 20 e 55).

Propriedade privada

Bolsonaro: retirar da Constituição qualquer relativização da propriedade privada (pág 32).

Haddad: enfrentaremos a criminalização do MST (pág 23).

Empresas privadas

Bolsonaro: fomentar o empreendedorismo, fazendo com que o jovem saia da faculdade pensando em abrir uma empresa (pág 46).

Haddad: implementar cotas para negros em empresas privadas (pág 20).

Ditaduras socialistas

Bolsonaro: deixar de louvar ditaduras assassinas socialistas (pág 79).

Haddad: desenvolvimento da infraestrutura de países do Mercosul (Venezuela) (pág 11).

Agronegócio

Bolsonaro: segurança no campo, políticas para consolidar mercado interno, abrir novos mercados externos, melhoria da logística de distribuição (pág 69).

Haddad: regulação do agronegócio para evitar ampliação de grandes latifundiários. Implantar reforma agrária e distribuir terras ao MST e indígenas (pág 56).

Constituição

Bolsonaro: respeito e obediência à constituição (pág 6).

Haddad: estabelecer um novo processo constituinte para aumentar o poder do estado (pág 6).

Segurança

Bolsonaro: tolerância zero com o crime (pág 10) e redução da maioridade penal (pág 32).

Haddad: desmilitarização das polícias (pág 31) e iluminação com led nas ruas (pág 54).

Presídios

Bolsonaro: prender e deixar na cadeia quem tiver cometido crimes (pág 30) e acabar com a progressão de pena e saída temporária (pág 32).

Haddad: reduzir a massa carcerária do Brasil através da liberação de presidiários (pág 33).

Sindicatos

Bolsonaro: o sindicato deve ser voluntário, contra a obrigatoriedade do imposto sindical (pág 64).

Haddad: valorização de sindicatos e associações de trabalhadores (pág 40).

Médicos cubanos

Bolsonaro: avaliar os médicos cubanos para atestar sua capacidade. Os aprovados passarão a receber seu salário integral, sem destinar recursos à ditadura Cubana (pág 40).

Haddad: ampliar o programa mais médicos (importar mais médicos cubanos) (pág 29).

Drogas

Bolsonaro: combate à ideologia de liberação irrestrita de drogas ilícitas (pág 26).

Haddad: promover a descriminalização das drogas (pág 32).

Fontes e saiba mais

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!