FDA afirma que processados não fazem mal

Em revisão bombástica das evidências atuais, o FDA afirma que os alimentos processados e/ou ultraprocessados não fazem mal ou causam obesidade per se, e que apenas calorias importam neste sentido. Acesse aqui a descrição completa.


Descrição

Neste vídeo, Peter Turguniev, do ANCAP.SU, traz e comenta uma notícia do Daily Mail que diz que o FDA, uma espécie de Anvisa americana. afirma que os alimentos processados e/ou ultraprocessados não fazem mal ou causam obesidade per se, e que apenas calorias importam neste sentido.

Contrariando os desejos de ricaços esquerdistas que sonham em aumentar ainda mais o roubo estatal sobre os alimentos mais acessíveis aos mais pobres -algo inclusive comentado por Peter no vídeo -, os principais consultores a respeito de nutrição e dieta do governo dos EUA revelam uma revisão bombástica das evidências atuais que levam a crer que os estudos a respeito dos alimentos processados estavam enviesados.

De acordo com a matéria, os principais nutricionistas do governo americano encontraram apenas evidências “limitadas” de que esses alimentos fazem com que as pessoas ganhem peso mais rapidamente do que qualquer outro alimento, depois de revisarem mais de uma dúzia de estudos que datam da década de 1990.

O relatório não foi divulgado na íntegra e apenas segmentos foram carregados online, mas estes sugerem que não há nada intrínseco nos alimentos processados ​​que cause obesidade e que a quantidade de calorias que se ingere é o fator mais importante para o ganho de peso.

As pessoas têm ouvido muito sobre os riscos para a saúde dos alimentos ultraprocessados ​​recentemente, o que pode tornar este relatório surpreendente, disse Carolyn Williams, uma nutricionista registrada que não esteve envolvida na revisão, ao Daily Mail.

O relatório vem do Comitê Consultivo de Diretrizes Dietéticas (DGAC), cujas conclusões informam os rótulos nutricionais e as recomendações de saúde pública para alimentos. “O que eles estão dizendo não é que não haja relação entre alimentos ultraprocessados ​​e maior tamanho corporal ou maior gordura corporal”, disse Dr. Williams, que complementou afirmando que “‘eles estão dizendo que, no momento, não temos pesquisas conclusivas suficientes para dizer: evite todos os alimentos ultraprocessados.’

Este relatório é elaborado por um grupo de 20 especialistas em nutrição de todo o país, eleitos pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos e pelo Departamento de Agricultura dos EUA para elaborar novas recomendações nacionais sobre nutrição.

O grupo de fato reuniu-se para fazer recomendações sobre o que os americanos devem comer de 2025 a 2030. Este relatório provavelmente informará as suas novas diretrizes. Entretanto, recomendam que mais pesquisas sejam realizadas antes que possam estabelecer regras sobre alimentos ultraprocessados.

Mas sobre algo podemos ter plena certeza: opiniões de celebridades e a esquerda caviar sobre quaisquer assuntos devem ser sumariamente ignoradas.

Informações e mais notícias

Mais informações

  • Duração: 10:07
  • Visualizações: 7
  • Categorias: Notícias
  • Canal: ANCAP.SU
  • Marcador(es): Medicina
  • Publicado por: Equipe Direita Realista

Disclaimer: exceto quando explicitado na publicação, não temos nenhuma ligação com o conteúdo divulgado ou seuu(s) criador(es). É também interessante notar que, apesar do nome do site, nem todo conteúdo publicado aqui pode ser rotulado como "de direita" ou de algo que o valha. Pode ser simplesmente algo interessante e/ou edificante que mereça ser arquivado ou pra realizar um simples registro histórico. Saiba mais sobre o Direita.TV aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *