Depois de um mês de lockdown, aumenta o número de internados em Araraquara

Depois de um mês de um lockdown, aumenta o número de internados em Araraquara (SP). Segundo a tiranete local, essa era a única solução para controlar o aumento crescente de pacientes em leitos de UTI no município.

Publicado em 23 de março de 2021, às 13:28.

Depois de um mês de um lockdown ainda mais maluco que o normal imposto pelo seu prefeito petista, tal de Edinho Silva, aumenta o número de internados em Araraquara (SP).

Segundo essa tiranete, essa era a única solução para controlar o aumento crescente de pacientes de Peste Chinesas em leitos de UTI no município.

Entretanto, de acordo com a Revista Oeste e como noticiamos aqui anteriormente, o número de internados teria, na verdade, aumentado. Passado um mês de lockdown em Araraquara – muito mais severo e irracional que os anteriores, que fechou lojas e supermercados e impediu completamente a circulação de pessoas e veículos pela cidade –, o número de pacientes que precisam de leitos de UTI para se tratar da Peste chinesa aumentou 37% — eram 62 no dia em que a medida entrou em vigor. São 85, segundo o boletim do último domingo, 21 de março.

De acordo com recente boletim epidemiológico local, a taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes da COVID-19 está em 89%, enquanto, há um mês, era de 98%. A mudança, contudo, se deu ao aumento da oferta de leitos, uma medida certa, mas que mostra que a ocupação diminuiu não pelo recuo de números de internamentos.

Segundo a fonte, uma estimativa levando em consideração os dados apresentados indica que em 21 de fevereiro deste ano, havia 63 leitos de UTI, contra 95 no último domingo. Caso esses 95 já existissem no dia em que o lockdown foi decretado, a taxa de ocupação não seria de 98%, mas de 64% — bem menor, portanto, que a divulgada dia 21 de março de 2021.

Ainda de acordo com a fonte, o número de mortos também aumentou substancialmente: entre 31 de dezembro de 2020 e 21 de fevereiro de 2021, o índice diário de óbitos relacionados à doença estava em 1,5. Considerando que pacientes graves permanecem internados em torno de 15 a 20 dias antes do óbito, a Revista Oeste levantou apenas os números entre o 20º dia de lockdown e domingo: neste período, a taxa ficou em 3,8 mortes por dia.

Desde o começo da pandemia de vírus chinês, Araraquara recebe doentes de outras regiões. A assessoria de imprensa da prefeitura, entretanto, não soube responder quantos pacientes internados nas UTIs da cidade eram deste município.

Últimas notícias



Este post está arquivado em: Notícias

Marcadores:

Classificação: 0 / 5. Votos: 0.

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!