Entrevista com Dr. Paolo Zanotto: “Cloroquina é a solução”

Bernardo Küster também entrevistou o Dr. Paolo Zanotto, virologista da USP que afirma que o uso da cloroquina é a solução, sendo o método mais eficaz para salvar milhares de vidas e evitar uma tragédia econômico-humanitária. Clique aqui para a descrição completa.


Descrição

Bernardo Küster também entrevistou o Dr. Paolo Zanotto, virologista que afirma que o uso da cloroquina é a solução, sendo o método mais eficaz para salvar milhares de vidas e evitar uma tragédia econômico-humanitária.

Zanotto, professor do Departamento de Microbiologia da USP, estudioso da evolução do vírus chinês e doutor pela Universidade de Oxford, participou da elaboração de um protocolo que vem sendo adotado nas últimas semanas por alguns dos principais hospitais de São Paulo — como a Santa Casa, o Albert Einstein e o Sancta Maggiore — no tratamento de pacientes com sintomas iniciais de Covid-19.

De acordo com esse protocolo, a cloroquina deve ser administrada aos pacientes logo no início da doença, preferencialmente do 2º ao 4º dia do aparecimento dos primeiros sintomas, como febre, tosse, coriza e respiração superior a 22 vezes por minuto.

Segundo Zanotto, as pessoas que manifestam esse quadro devem receber o medicamento na própria casa, o que desafogaria as redes hospitalares e o sistema de saúde como um todo. Ainda conforme o virologista, não faz sentido dar o remédio apenas para pacientes que se encontram na fase avançada da doença, como vem defendendo o Ministério da Saúde. “Mandetta está errado”, diz Zanotto.

Esta entrevista se deu a 4 de abril de 2020.

Veja também

Mais informações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *