Homicídios disparam em governos passados

De acordo com o Atlas da Violência, o número de homicídios dispararam no Brasil durante os governos passados, especificamente comparando 2017 com 2016.

O Atlas da Violência 2019 foi produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quarta-feira, 5. Segundo o levantamento, o Brasil atingiu, pela primeira vez em sua história, o patamar de 31,6 homicídios por 100 mil habitantes. A taxa, registrada em 2017, corresponde a 65.602 homicídios naquele ano.

O interessante é que, para pessoas intelectualmente equilibradas e honestas, isto é mais um forte argumento contra o desarmamento, visto que, no Brasil, ainda é praticamente impossível um indivíduo não criminoso adquirir armas de fogo. Ou seja, estes homicídios não estão sendo feitos com armamento que foi adquirido legalmente, o que pode implicar inclusive em cidadãos inocentes desarmados sendo assassinados na mão de criminosos que, por definição, não dão a mínima para andar na lei. No entanto, indivíduos abjetos, de capacidade intelectual limítrofe, com altos níveis de mendacidade e que tem a mentalidade socialista, usam estes dados, sem fazer qualquer análise com maior profundidade, para corroborar suas agendas desarmamentistas que seguem a objetivos escusos.

No vídeo abaixo, a equipe do programa Os Pingos nos IsFelipe Moura Brasil, Augusto Nunes e José Maria Trindade – comentam os números, debatem a questão dos homicídios no Brasil e rebatem a exploração do número de mortes por armas de fogo:

Saiba mais

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!