Muçulmano pede reação ao Porta dos Fundos

Publicado em 10 de janeiro de 2020, às 13:25.

Muçulmano REAÇÃO portas dos fundosEm vídeo publicado em espanhol, o iraniano Alí Qomi, muçulmano, pede reação contundente contra Porta dos Fundos, especificamente por causa do filme Especial de Natal – A Primeira Tentação de Cristo, produzido pela Netflix.

De acordo com o jornalista Leonardo Coutinho – autor do livro Hugo Chávez, O Espectro – Alí Qomi é genro de Mohsen Rabbani, acusado de arquitetar os atentados contra a sede da Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA) na Argentina.

Minhas fontes explicam que Qomi é o sucessor de Rabbani no comando da expansão das operações ‘culturais e religiosas’ do #Irã na América Latina. Qomi passou a substituir o sogro Rabbani, por causas das limitações que ele passou a ter depois que seu nome entrou na lista de procurados da Interpol. A foto abaixo foi tirada há mais de uma década. Ao centro (quadro negro) está Rabbani. Ao fundo, de turbante, está Qomi”, disse Coutinho no Twitter:

O jornalista pontua que “Qomi está furioso porque Jesus é para o Islã um profeta importante, que teria preparado a vinda de Maomé e faz parte de uma profecia apocalíptica, segundo a qual Ele voltará à Terra para, junto com um imã que peregrina oculto pela Terra (Madhi), dar início ao juízo final”.

Ainda segundo Coutinho, Rabbani e Qomi estão cercados de alunos brasileiros, recrutados em centros islâmicos e formados na cidade sagrada (pro Islã) de Qom. O jornalista afirma que acompanha vários deles e que não podem ser chamados de moderados.

Entretanto, devemos citar que Qomi não pregou a violência contra o Porta dos Fundos, muito pelo contrário. No vídeo, o iraniano condenou qualquer tipo de atentados e exigiu apenas medidas contundentes legais e jurídicas de cristãos e maometanos, algo que o próprio Leonardo Coutinho ressaltou, embora também tenha dito que o fato do islâmico conviver com terroristas “é um termômetro de um sentimento potencialmente letal”.

Sobre o vídeo

Qomi ressalta que grupos cristãos pediram boicote ao filme e que um bispo católico, Sua Excelência Reverendíssima Dom Henrique Soares da Costa, recomendou o cancelamento de contas na Netflix. O iraniano também recorda a petição contra o filme que ultrapassou 1,6 milhão de assinaturas.

Como forma de reação ao Porta dos Fundos, Alí Qomi sugere algumas medidas:

  • união entre cristãos e muçulmanos;
  • cancelar contas na Netflix;
  • denunciar e parar de seguir o Porta dos Fundos no YouTube;
  • o Papa (o Vigário de Cristo) deve condenar o filme;
  • os deputados devem criminalizar os autores e os sacerdotes;
  • devem se manifestar nas redes sociais e despertar os fieis.

O vídeo do maometano segue abaixo:

Todos os posts relacionados a Islamismo:

Este post está arquivado em: Notícias

Marcadores:

Classificação: 0 / 5. Votos: 0.

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!