Olavo de Carvalho comenta sobre o movimento antipsiquiatria

Olavo de Carvalho comenta sobre o movimento antipsiquiatria, ou antimanicomial, neste trecho do que parece ser de alguma das suas aulas do Seminário de Filosofia. Ele denuncia as ligações disso com o esquerdismo.

Classificação: 0 / 5. Votos: 0.

Olavo de Carvalho comenta sobre o movimento antipsiquiatria

Olavo de Carvalho comenta sobre o movimento antipsiquiatria, ou antimanicomial, neste trecho do que parece ser de alguma das suas aulas do Seminário de Filosofia, provavelmente 16ª.

Citando inclusive Ferreira Goulart, o filósofo brasileiro aponta alguns elementos que deixam explícita a irresponsabilidade deste movimento, o qual surgiu como parte da revolução cultural e para gerar caos na sociedade.

Olavo não deixa de citar como o aparato dos hospícios era (ou é) utilizado pelos governos comunistas para se livrar de opositores e que nisto está a origem destes movimentos. Ele também fala que isto não é o normal e, portanto, não justificaria colocar em risco a família e o próprio doente, colocando pessoas com transtornos mentais que podem se tornar violentos e perigosos simplesmente por causa disto.

Veja também

Adicionado em: 20 de novembro de 2017

Visualizações: 83

Duração: 17:14

Categorias: Comentários

Tags: ,


Link:

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados