Padre Paulo Ricardo – Festa de São Tomé, Apóstolo (Vídeo)

Homilia do Pe. Paulo Ricardo feita em celebração da Festa de São Tomé, o antes vacilante apóstolo que, inclinando-se diante da humanidade de Cristo, reconhece a divindade da Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Acesse aqui a descrição completa.


Descrição

A Homilia Diária de número 576 do Padre Paulo Ricardo foi feita em celebração da Festa de São Tomé, o antes vacilante apóstolo que, inclinando-se diante da humanidade de Cristo, reconhece, unida àquela carne gloriosa e coberta de chagas, nada menos que a divindade da Segunda Pessoa da Santíssima Trindade.

A Igreja celebra todos os dias 3 de julho no mundo inteiro a festa de São Tomé e o Evangelho (Jo 20, 24-29) recorda a grande profissão de fé desse Apóstolo do Senhor. Assista a esta homilia feita em 2017, mas certamente sem data de validade, e renovemos juntos nossa fé em Jesus Cristo, repetindo com São Tomé: “Meu Senhor e meu Deus”!

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (Jo 20, 24-29)

Tomé, chamado Dídimo, que era um dos doze, não estava com eles quando Jesus veio. Os outros discípulos contaram-lhe depois: “Vimos o Senhor!” Mas Tomé disse-lhes: “Se eu não vir as marcas dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos e não puser a mão no seu lado, não acreditarei”.

Oito dias depois, encontravam-se os discípulos novamente reunidos em casa, e Tomé estava com eles. Estando fechadas as portas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “A paz esteja convosco”. Depois disse a Tomé: “Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado. E não sejas incrédulo, mas fiel”. Tomé respondeu: “Meu Senhor e meu Deus!” Jesus lhe disse: “Acreditaste, porque me viste? Bem-aventurados os que creram sem terem visto!”

São Tomé, Apóstolo e Mártir (+ Índia, séc. I)

De acordo com a tradição, São Tomé pregou a Boa Nova do Evangelho em várias partes do Oriente, e foi receber na Índia a graça do martírio. Teria também estado no Brasil.

Narram as Escrituras que duvidou da Ressurreição de Nosso Senhor e por isso teve o misericordioso privilégio de tocar com seu dedo as chagas do Corpo glorioso de Jesus Cristo.

Veja também

Mais informações

Disclaimer: exceto quando explicitado na publicação, não temos nenhuma ligação com o conteúdo divulgado ou seuu(s) criador(es). É também interessante notar que, apesar do nome do site, nem todo conteúdo publicado aqui pode ser rotulado como "de direita" ou de algo que o valha. Pode ser simplesmente algo interessante e/ou edificante que mereça ser arquivado ou pra realizar um simples registro histórico. Saiba mais sobre o Direita.TV aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *