Bolsonaro condecora Olavo de Carvalho com honraria reservada apenas para determinadas autoridades.

Jair Bolsonaro condecora Olavo de Carvalho com o mais alto grau da Ordem de Rio Branco, honraria dada pelo governo brasileiro para “distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção.”

A Ordem de Rio Branco foi criada em 1963 e homenageia o patrono da diplomacia brasileira. Ela consiste de cinco graus: Grã-Cruz (a mais alta), Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro, além de uma medalha anexa. Como presidente da República, Bolsonaro é o Grão-Mestre da Ordem de Rio Branco, e ele incluiu Olavo num grau que, segundo o regulamento da ordem, é reservado apenas para determinadas autoridades.

Esta condecoração seria igual às recebidas pelos vice presidente Hamilton Mourão e ministro Sérgio Moro e superior à concedida a dois dos filhos de Bolsonaro, Flavio Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro, que receberam a honraria no grau de Grande Oficial, o segundo mais importante.

No mesmo decreto que concedeu a ordem a Olavo, Bolsonaro admitiu, no grau de Grã-Cruz, outras 34 pessoas, todas elas autoridades públicas, como o vice-presidente Mourão, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP); os ministros ​Sergio Moro e Paulo Guedes; os governadores de São Paulo, João Doria, do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e de Minas Gerais, Romeu Zema.

Veja mais

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!