Ministro da Educação do governo Bolsonaro quer eliminar entulho marxista

O filósofo colombiano Ricardo Vélez Rodriguez, Ministro da Educação do futuro governo de Jair Bolsonaro, declarou quer eliminar “entulho” marxista das propostas educacionais brasileiras.

Segundo o Renova Mídia, o futuro ministro publicou em sua conta do Facebook que “a iniciativa da educação de gênero é uma grande estupidez da esquerda petralha, que pretende substituir o Pátrio Poder pela doutrinação gramsciana, para acabar com a família tradicional e os valores cristãos“.

Ele também criticou o filósofo Mário Sérgio Cortella, que seria indicado para o Ministério da Educação caso Fernando Haddad fosse eleito, onde afirmava que o que é necessário “em primeiro lugar, que se limpe todo o entulho marxista que tomou conta das propostas educacionais de não poucos funcionários alojados no Ministério da Educação. Isso para início de conversa”.

O filósofo colombiano também afirmou em outra publicação que se deve desatrelar o MEC do estamento burocrático, recolocando o sistema educacional brasileiro, especificamente o ensino básico e fundamental a serviço das pessoas.

Indicado nesta quinta-feira (22/11) pelo capitão da reserva, Rodriguez é nascido em Bogotá (Colômbia) e naturalizado brasileiro. É também é autor de vários livros, entre eles a obra “A Grande Mentira – Lula e o Patrimonialismo Petista”:

Veja também

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!