Por que temos poucas ferrovias no Brasil?

Diante da votação do tal marco legal das ferrovias, Peter Turguniev, do ANCAPSU, faz uns comentários e tenta responder a questão do porquê que temos poucas ferrovias no Brasil. Clique aqui para a descrição completa.


Descrição

Diante da votação do tal marco legal das ferrovias, Peter Turguniev, do ANCAP.SU, faz uns comentários e tenta responder a questão do porquê que temos poucas ferrovias no Brasil.

Proposto ainda em 2018, o Marco Legal das Ferrovias prevê alterações nas regras para investimentos e funcionamento do setor.

No modelo atual — de concessão —, o investimento é financiado pelo Estado, de acordo com interesses estratégicos do país. Com a mudança, empresas privadas poderão investir em projetos do seu interesse, assumindo os custos e os riscos.

O texto também estabelece que empresas de mineração ou agronegócio, por exemplo, poderão investir em apenas um trecho de uma ferrovia, ao invés de precisar fazer um investimento em todo o percurso.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, a intenção é reduzir a subutilização da malha ferroviária brasileira. De acordo com dados da pasta, somente 25% das vias estão em plena operação e 46% apresentam tráfego baixo. Já 29% seguem sem operação comercial.

Neste vídeo, o Peter faz a leitura e comentário do artigo “Marco Legal das Ferrovias pode ser votado hoje“, embora esta notícia já tenha sido atualizada em “Câmara aprova Marco Legal das Ferrovias“.

Mais notícias

Mais informações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *