Trailer do remake do Desejo de Matar (Vídeo)

Trailer legendado do remake do filme Desejo de Matar, onde Bruce Willis encarna o papel de Paul Kersey, um médico cuja família é vítima de um crime cruel e, daí, decide fazer justiça com as próprias mãos, tornando-se um vigilante. Acesse aqui a descrição completa.


Descrição

Trailer do remake do filme Desejo de Matar traduzido e legendado em português pelos Tradutores de Direita.

No remake, Bruce Willis encarna o papel de Paul Kersey (interpretado originalmente pelo eterno Charles Bronson no original de 74), um médico (e não um arquiteto) de Chicago. A cidade é um lugar decadente, onde a violência se alastra impunemente em função de 86 anos de administração socialista. A família de Kersey, assim como muitas outras, é feita vítima de um crime cruel. Ele procura as autoridades, mas, como acontece inúmeras vezes na vida real, Kersey é informado que nada pode ser feito. Assim, ele decide fazer justiça com as próprias mãos e passa a atuar como um vigilante na cidade.

Apesar que este icônico filme é muito precioso pra correr o risco de ser arruinado com um remake nos dias politicamente corretos de hoje, ele já está causando desconforto em meios esquerdistas. Já está sendo acusado das mesmas coisas de sempre: racismo, machismo etc. Entretanto, o vídeo retrata apenas um homem que, impotente diante de um estado que protege os verdadeiros criminosos e oprime a pessoa de bem, decide dar um basta.

É claro que um indivíduo se tornar um vigilante não é nem um pouco aconselhável na vida real. Isto pode levar a injustiças, desproporções e outros problemas, mas é interessante como ofende os esquerdistas quando os verdadeiros criminosos (assassinos, ladrões, estupradores e outros) são punidos, mesmo que apenas na fantasia. Repare também o desarmamento civil e dificultar o trabalho da polícia são pautas esquerdistas.

Isto tudo leva a crer que socialistas acham que o certo é aguentar calado enquanto é agredido constantemente pelos criminosos que eles tanto fomentam e protegem.

Mais

Mais informações

Disclaimer: exceto quando explicitado na publicação, não temos nenhuma ligação com o conteúdo divulgado ou seuu(s) criador(es). É também interessante notar que, apesar do nome do site, nem todo conteúdo publicado aqui pode ser rotulado como "de direita" ou de algo que o valha. Pode ser simplesmente algo interessante e/ou edificante que mereça ser arquivado ou pra realizar um simples registro histórico. Saiba mais sobre o Direita.TV aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *