Ex-presidente do Peru se suicida antes de ser preso por envolvimento em corrupção com a Odebrecht

Publicado em 17 de abril de 2019, às 13:41.

Ex-presidente do Peru, Alan Garcia, se suicida momentos antes de ser preso por envolvimento em caso de corrupção com a Odebrecht.

Garcia atirou na sua cabeça no momento em que a polícia chegou em sua casa para efetuar a prisão. Ele teria se trancado em seu quarto enquanto os oficiais batiam na porta da sua residência. Alan Garcia chegou a ser levado pro hospital, onde sofreu múltiplas paradas cardíacas durante a cirurgia, morrendo algumas horas mais tarde.

O atual presidente peruano, Martin Vizcarra confirmou a morte de Garcia, mandando suas condolências para a família e amigos:

Garcia foi presidente do Peru de 1985 a 1990 e novamente de 2006 a 2011. Ele estava sob investigação por suborno e foi uma das mais de 230 pessoas em toda a América Latina investigadas em um caso de corrupção centrado no conglomerado brasileiro Odebrecht, tipo o Lula e tal.

Os promotores afirmam que Garcia aceitou suborno da Odebrecht em troca de um lucrativo contrato de transporte público em Lima. Garcia negou a acusação e alegou que estava sendo politicamente perseguido.

O ex-presidente pediu asilo no Uruguai novembro passado, depois que um juiz impediu-o que deixasse o país por 18 meses. O pedido foi negado e um juiz em Lima ordenou sua detenção na terça-feira.

Os últimos cinco ex-presidentes do Peru cumpriram pena de prisão ou estão sob investigação por corrupção. O sucessor de Garcia, Pedro Pablo Kuczynski, também está sendo investigado por seu suposto envolvimento no escândalo da Odebrecht. Os promotores estão atualmente buscando prorrogar a detenção de Kuczynski até que ele possa ser levado a julgamento.

Últimas notícias



Este post está arquivado em: Notícias

Marcadores:

Classificação: 0 / 5. Votos: 0.

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!