Democídio: jovens americanos estão a morrer mais do que a média

Edward Dowd, perito financeiro e whistleblower da Blackrock, dados indicam que houve mais mortes entre jovens americanos com idades entre 25 e 44 anos nos últimos quatro meses do que em 10 anos de Guerra do Vietnã.

Publicado em 21 de março de 2022, às 11:00, por: Mats.

Segundo análise levada a cabo por Edward Dowd, perito financeiro e “whistleblower” da Blackrock, os dados mais recentes do CDC revelam que, nos últimos 4 meses de 2021, os “millennials”, com idades compreendidas entre os 25 e os 44, sofreram um alarmante aumento da mortalidade excessiva na ordem dos 84%.

Dowd, com a ajuda de um anónimo “perito da indústria dos seguros”, fez uma compilação dos dados do CDC, revelando que, na segunda metade de 2021, o número total de mortos em excesso para os “millennials” foi superior ao número de americanos que pereceram em toda a Guerra do Vietname.

Entre agosto e dezembro de 2021, houve mais 61,000 mortes nesta faixa etária, comparados com os 50,000 em 10 anos da Guerra do Vietname. Ainda de acordo com a fonte, a Peste Chinesa não foi a causa.

De forma geral, a morte em excesso no grupo tradicionalmente mais saudável subiu uns estrondosos 84%.

Abaixo, temos vídeos com Edward Dowd falando a respeito destes dados que ele levou ao público:

Extra

Abaixo, segue um vídeo aleatório de nosso canal:

Últimas notícias



Este post está arquivado em: Notícias

Marcadores:

Publicado por: Mats

Classificação: 0 / 5. Votos: 0.

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados