Padre Paulo Ricardo – Memória de São Jorge, Mártir

Nesta Homilia Diária, o Padre Paulo Ricardo celebra a memória de São Jorge, militar que viveu na região da Palestina e sofreu o martírio no Século IV durante a perseguição de Diocleciano.

Classificação: 5 / 5. Votos: 1.

Padre Paulo Ricardo – Memória de São Jorge, Mártir

Nesta Homilia Diária, o Padre Paulo Ricardo celebra a memória de São Jorge, um santo bastante popular, mas pouco conhecido por sua vida e virtudes. Trata-se de um grande mártir.

Estamos acostumados a ver imagens dele a matar um dragão, o que levou muitos historiadores a duvidar da existência do santo. Mas é preciso não confundir alhos com bugalhos. De fato, o episódio narrado pela lenda segundo a qual Jorge teria matado o dragão é lendário. No entanto, a existência de S. Jorge e sua santidade são indubitáveis.

Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para o dia 23 de abril de 2021, mas sem data de validade, e conheça mais sobre a vida de São Jorge, megalomártir!

“Como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo por causa do Pai, assim o que me come viverá por causa de mim. Este é o pão que desceu do céu”.

São Jorge, Mártir (+ Lida, Palestina, 303)

Pouco se conhece a respeito de sua vida, sabendo-se apenas que era militar e sofreu o martírio durante a perseguição de Diocleciano.

Seu culto se espalhou rapidamente pelo Oriente, e por ocasião das Cruzadas teve grande penetração no Ocidente. Muitas lendas correm a seu respeito, entre as quais a mais popular é a do dragão, que teria sido morto por ele.

São Jorge é padroeiro da Inglaterra e da Etiópia. O grito de combate dos portugueses durante a Batalha de Aljubarrota (1385) era: “Por Portugal e São Jorge”.

O Brasil herdou de Portugal a tradição de incorporar, nas procissões de Corpus Christi, uma imagem de São Jorge montado a cavalo e armado como militar.

Veja também


Adicionado em: 23 de abril de 2022

Visualizações: 18

Duração: 10:41

Categorias: Curtos

Marcadores: , , ,

Canal: Padre Paulo Ricardo

Publicado por: Equipe Direita Realista

Deixe um comentário