Quem lacra não lucra: anunciantes pedem neutralidade política de influencers e celebridades

Peter Turguniev, do ANCAPSU, nos traz e comenta a notícia de que agora, mais do que nunca, quem lacra não lucra no Brasil, visto que anunciantes estão proibindo influenciadores de se posicionarem sobre política e ideologia. Clique aqui para a descrição completa.


Descrição

Neste vídeo, o Peter Turguniev, do ANCAP.SU, nos traz a notícia de que agora, mais do que nunca, quem lacra não lucra no Brasil, visto que anunciantes estão pedindo neutralidade política de influencers e celebridades.

Segundo Peter, lendo e comentando um artigo do Conexão Política, trecho de contrato publicado por produtora de conteúdo proíbe influenciadores de se posicionarem sobre política e ideologia. Quem trouxe esta notícia em primeira mão, neste sábado (9), foi Léo Dias, jornalista especializado em notícias da TV e do entretenimento.

A partir disso, setores de marketing já se organizam para anexar aos contratos cláusulas que proíbem que influenciadores e artistas contratados se posicionem política e ideologicamente.

A coluna de Dias teve acesso a um trecho publicado por uma produtora de conteúdo nas redes sociais:

Durante a vigência do Contrato, a Contratada não poderá se pronunciar e nem se manifestar, em rede social, a respeito de qualquer ideologia e/ou posicionamento político, sob pena de rescisão imediata do presente Contrato, bem como, eventual aplicação de penalidades pelos prejuízos causados à imagem da Contratante”, diz parte do documento, conforme a matéria veiculada.

Veja também

Mais informações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *