Padre Paulo Ricardo – Memória de Santa Brígida da Suécia

Homilia do Pe. Paulo Ricardo em memória de Santa Brígida da Suécia, Copadroeira da Europa, fundadora da Ordem do Santíssimo Salvador e mulher que conseguiu levar seus filhos para o céu e evangelizar o próprio marido.

Classificação: 5 / 5. Votos: 1.

Padre Paulo Ricardo – Memória de Santa Brígida da Suécia

Na sua Homilia Diária de número 906, o Padre Paulo Ricardo celebrou a memória de Santa Brígida da Suécia, Copadroeira da Europa, uma mulher nobre, esposa, mãe de oito filhos que foi fundadora da Ordem do Santíssimo Salvador, conseguiu levar seus filhos para o céu e, com paciência e ternura, evangelizar o próprio marido.

A Igreja celebra hoje, 23 de julho, a memória de uma das figuras mais eminentes da história da Europa e um modelo sempre atual para os leigos de qualquer condição: Santa Brígida da Suécia.

Nasceu em 1303, em Finsta, Suécia, e tinha uma vida moderna; viajava muito, teve experiências místicas e escrevia cartas aos Príncipes europeus e ao Papa, em Avinhão, para que voltasse para Roma.

Os dois períodos em que a vida de S. Brígida se divide mostram, cada um ao seu modo, até onde pode chegar a grandeza de uma mulher santa, forte e fiel à própria vocação.

Santa Brígida da Suécia, Viúva (+ Roma, 1373)

Grande mística medieval, pertencia à Família Real sueca. Casou com o virtuoso príncipe Wulfon, com quem teve oito filhos. Após algum tempo de casados, de comum acordo os dois esposos se separaram. Wulfon tornou-se cisterciense e Santa Brígida foi, em companhia de sua filha Santa Catarina, para Roma, onde veio a falecer.

Veja também


Adicionado em: 23 de julho de 2022

Visualizações: 19

Categorias: Curtos

Marcadores: , , ,

Canal: Padre Paulo Ricardo

Publicado por: Equipe Direita Realista

Deixe um comentário