Policia Federal diz que Vale sabia de problemas em sensores da Barragem de Brumadinho

Segundo O Globo, a Policia Federal, ao identificar troca de emails entre profissionais da Vale e duas empresas ligadas a segurança, diz que Vale sabia de problemas em sensores da Barragem de Brumadinho dois dias antes do rompimento. Segundo consta, o engenheiro disse ter se sentido pressionado a assinar declaração de estabilidade da barragem.

Os engenheiros da empresa TÜV SÜD, André Jum Yassuda e Makoto Namba, responsáveis por laudos de estabilidade da barragem, foram presos pela Polícia Federal na semana passado, mas o STJ determinou que eles fossem libertados.

Ao questionar Namba, o delegado Luiz Augusto Nogueira, da Polícia Federal, se refere à existência de e-mails trocados entre funcionários da Vale, da TÜV SÜD e da Tec Wise, outra empresa contratada pela Vale.

De acordo com a PF, Namba disse que um funcionário da Vale chamado Alexandre Campanha perguntou a ele: “A TÜV SÜD vai assinar ou não a declaração de estabilidade?”, sentindo a “a frase proferida pelo mesmo e descrita neste termo como uma maneira de pressionar o declarante e a TÜV SÜD a assinar a declaração de condição de estabilidade sob o risco de perderem o contrato”.

Os advogados que defendem os engenheiros disseram que não vão comentar e, em nota, a Vale informou que, no segundo dia útil após o rompimento da barragem, entregou voluntariamente documentos e e-mails a procuradores da República e à Polícia Federal.

Veja mais

 

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!