Jerry Seinfeld – O politicamente correto está arruinando a comédia

Isso já estaca claro desde pelo menos 2015 então. Diríamos até antes, mas enfim.


Jerry Seinfeld fala sobre como o politicamente correto está arruinando a comédiaEm meados de 2015,  o ator, humorista, escritor e produtor americano Jerry Seinfeld falou sobre como o politicamente correto está arruinando a comédia. Segundo Seinfeld, cocriador de uma das séries televisivas de maior sucesso de todos os tempos, “tudo o que eles querem é usar estas palavras: ‘Isso é racismo. Isso é machismo. Isso é preconceito’ Mas nem sabem do que estão falando...”

Isso aconteceu durante uma conversa no programa The Herd with Colin Cowherd, da rádio da ESPN, nesta quinta passada, Jerry revelou que um número cada vez maior de comediantes stand-up estão deixando de se apresentar em campus universitários porque estão ficando politicamente corretos (“PCs”) demais.

Depois de questionado sobre o atual clima na comédia, Seinfeld declarou que os seus colegas sempre lhe avisam sobre se apresentar nas universidades. “Eu não me apresento em faculdades mas eu escuto muita gente me dizendo, ‘não se aproxime das faculdades, elas são pc demais,” disse Seinfeld.

Usando uma história pessoal que envolve sua filha de 14 anos, Seinfeld explicou como uma juventude obcecada pelo politicamente correto repete jargões como um papagaios sobre assuntos que eles entendem pouco, ou nada.

Minha esposa disse a minha filha de 14 anos: ‘Bom, você sabe, nos próximos anos, eu acho que você vai passear mais pela cidade mais nos finais de semana, assim você poderá conhecer os garotos” Daí minha filha respondeu, ‘Isso é sexismo,‘” disse Seinfeld.

Seinfeld, como vários outros humoristas, tem falado desde sempre que a comédia em si está sendo prejudicada por causa destas tentativas de cercear a liberdade de expressão.

Durante uma entrevista com a Buzzfeed, no ano passado, Jerry fez comentários similares depois de ter sido confrontado com a estúpida pergunta sobre a qualidade de homens brancos em seu show Comedians in Cars Getting Coffee (“Comediantes em Carros Comprando Café”).

“Isso realmente me irrita…” disse Seinfeld. “Será que as pessoas pensam que são o censo? Será que o show tem que representar o verdadeiro gráfico de pizza da América? Quem se importa? Se você é engraçado, eu estou interessado. Se você não é engraçado, eu não estou interessado. Eu não tenho nenhum interesse sobre gênero, raça ou qualquer coisa neste sentido”.

O ex-apresentador de talk show e comediante stand-up Jay Leno também revelou no programa Late Night with Seth Meyers em março de 2015, que ele já foi chamado de racista por um estudante universitário por ele ter dito que não gostava de guacamole.

“Não, isso não é racista. Ser anti-guacamole não é ser racista,” disse Leno. “Você não tem idéia do que racismo é. Isso não é racismo, seu idiota! Seu imbecil!”

Neste mesmo programa da NBC, em outra ocasião, Seinfeld falou sobre uma piada que ele sempre faz em suas apresentações, onde ele se refere a um rei francês gay com uma desmunhecada. “Realmente me incomoda a necessidade de ter que pedir desculpas após falar algo sobre homossexuais. Eu faço esta piada sobre o porquê das pessoas precisarem sempre estar com o celular em mãos. Daí me respondem: ‘Eu preciso tê-lo [o celular] por perto porque meus amigos são importantes’, Minha resposta para isso é: ‘Eles não parecem ser tão importantes quando você passa por eles como um rei gay francês [daí o comediante desmunheca para se referir ao tal rei] “, Jerry disse a Seth Meyers. O editor da revista The New Yorker, David Remnick, que também estava no programa, concordou com as objeções do comediante, dizendo que esta piada só seria ofensiva para os reis gays da França.

No ano passado, o comediante Chris Rock disse à revista New York Magazine que ele parou de se apresentar em campus universitários por causa das visões sociais dos estudantes.

“Era tipo, isso não é tão divertido como costumava ser,” disse Rock. “Eu me lembro de conversar com George Carlin antes dele morrer e ele disse a mesma coisa.”

Esquerdistas radicais como Salon, tentam desmerecer os comediantes que apontam o absurdo do politicamente correto.


Este é um artigo que vimos no site Info Wars, publicado originalmente em 6 de junho de 2015, sobre Jerry Seinfeld, do famoso seriado de comédia americano de mesmo nome (entre outros), onde o comediante fala que os humoristas americanos estão evitando de se apresentar em universidades e faculdades por causa do politicamente correto.

Apesar do texto já ser meio velho, continua atual.

Também, pelo visto, não são apenas as nossas universidades brasileiras que estão deste jeito…

Conteúdo relacionado

Mais informações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *