Olavo de Carvalho – O mundo está virando um hospício

O filósofo brasileiro Olavo de Carvalho ao comentar sobre a engenharia social do politicamente correto, observa como o mundo está virando um hospício Clique aqui para a descrição completa.


Descrição

Neste trecho da aula 88 do seu Curso Online de Filosofia, Olavo de Carvalho (1947-2022) ao comentar sobre a engenharia social do politicamente correto, observa como o mundo está virando um hospício.

Este clipe do filósofo brasileiro foi separado pelo canal Daniel Mota da aula datada de 12 de dezembro de 20110 e publicado no dia 27 de março de 2022.

Voltando sobre o tópico da engenharia social, é fácil de ver algo neste sentido quando se joga algo extremamente absurdo para a sociedade, o objetivo não é fazê-la abraçar isto instantaneamente, e sim alcançar uma aceitação de algo no meio termo entre ao que é comum e a “novidade”, alterando assim o comportamento das pessoas. Depois que tal assunto é amplamente debatido, mesmo que quase que majoritariamente sendo criticado e repudiado, ele já viralizou e banalizou. Assim, algo menos absurdo, mas ainda assim absurdo, parece mais aceitável para as pessoas comuns.

Primeiro você, por exemplo, expõe algumas feministas, chamadas de radicais. É algo evidentemente ridículo, degenerado e impossível de ser defendido por qualquer pessoa normal. Depois disso, as feministas que não se dizem radicais, mesmo sendo também ridículas, degeneradas e tal,  parecem mais aceitáveis do que as suas amigas mais alucinadas. Assim você consegue fazer a sociedade a aceitar esse movimento pernicioso e maléfico.

Outro exemplo, é a tal “peça” “Macaquinhos”, onde os “atores” ficam se dedando analmente em público. Claro que ninguém em seu correto estado mental consideraria isso arte. Mas depois de tanto falar nesta modalidade de “arte”, o que vier de menos depravado por aí vai parecer mais normal.

Enfim, isso são tópicos que podem coincidir com assuntos como Marxismo Cultural e Escola de Frankfurt.

Conteúdo relacionado

Mais informações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *