Suécia teve menos mortes per capita por Peste Chinesa do que a maioria da Europa

Levantamento da OMS mostra que a Suécia teve menos mortes per capita por Peste Chinesa do que a maioria da Europa. O país escandinavo não impôs mandatos de máscaras nem lockdowns estritos.

Publicado em 9 de maio de 2022, às 16:52, por: Equipe Direita Realista.

Novo levantamento feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS) mostra que a Suécia teve menos mortes per capita por Peste Chinesa do que a maioria da Europa, mesmo se recusando a impor asneiras baseadas na “ciência” de burocratas estatais analfabetos, como lockdowns radicais, uso de máscaras etc.

Em 2020 e 2021, o país teve uma taxa média de excesso de mortalidade de 56 por 100.000 – em comparação com 109 no Reino Unido, 111 na Espanha, 116 na Alemanha e 133 na Itália”, relata o Telegraph (via Summit News).

A fonte menciona também o estudo realizado pela Johns Hopkins University divulgado em fevereiro que concluiu que lockdowns tiveram um impacto muito mais prejudicial na sociedade do que qualquer benefício, com pesquisadores pedindo que eles “são infundados e devem ser rejeitados como um instrumento de política pandêmica” e também “impuseram enormes custos econômicos e sociais onde foram adotados“.

O país escandinavo não impôs mandatos estritos de máscaras, com o epidemiologista sênior Anders Tengell afirmando que as coberturas faciais eram de fato “perigosas” porque davam uma falsa sensação de segurança ao não impedir a propagação do vírus.

Em outubro de 2020, a Suécia novamente se recusou a seguir outros países europeus ao reimpor lockdowns, argumentando que aqueles assolados pela solidão e pela miséria de estarem isolados sofreram o suficiente.

No vídeo abaixo, o Peter Turguniev (via Opinion Free Market) fala sobre esta notícia e a comenta:

Extra

Abaixo, segue um vídeo escolhido de forma aleatória em nosso canal:

Últimas notícias



Este post está arquivado em: Notícias

Marcadores: ,

Publicado por: Equipe Direita Realista

Classificação: 5 / 5. Votos: 1.

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados