Mãe mata filho só por ser menino

Em um caso que abalou o Distrito Federal divulgado nesta sexta feira (31/5), uma mãe e sua parceira homoerótica mataram o próprio filho, de apenas 9 anos de idade, só por ele ser menino. Para completar o requinte de crueldade, segundo o Conselho Tutelar, a dupla já havia decepado o pênis do menino numa espécie de cirurgia de reversão de sexo feita em casa.

As assassinas esquartejaram o corpo da criança, queimaram partes em uma churrasqueira e partes em malas e mochilas para descartar. Uma menina, filha da parceira, de apenas oito anos de idade, assistiu a execução do crime. A dupla homoerótica alegou que o garoto “atrapalhava o relacionamento” homoafetivo das duas, e por isso acharam razoável mutilar e executar a criança.

Estas duas mulheres já estavam fugindo do Acre há mais de quatro anos com as duas crianças, passaram por diversos lugares. As duas crianças eram maltratadas, mas o menino era mantido.em cárcere privado, os vizinhos não sabiam da existência dele. Ninguém no DF, onde elas estavam há dois meses, sabia o que se passava.

No vídeo abaixo, Sara Próton comenta este acontecimento horroroso e cruel, ressaltando aspectos que deixam clara a motivação misândrica do ocorrido, além de alertar sobre outros tipos de crimes causados pelas mulheres, mas que são pouco comentados na grande mídia:

Atualização: Laudo revela circunstâncias hediondas do assassinato do menino Rhuan

Fontes citadas no vídeo e mais informações

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!