Redes sociais banem o grande ator James Woods e Paul Joseph Watson

Redes sociais banem o grande ator James Woods e o “editor at large” do Info Wars, Paul Joseph Watson, colocando-os ao lado de organizações terroristas simplesmente por suas opiniões antiesquerdistas.

James Woods, premiado ator de Hollywood conhecido por vários filmes, como Videodrome (1983), Era Uma Vez na América (1984), Cassino (1995), Nixon (1995) e Vampiros de John Carpenter (1998), foi bloqueado de sua conta no Twitter por mais de uma semana por “comportamento abusivo”, mais uma vez demonstrando o duplo padrão que o gigante de tecnologia detém quando se trata de impor regras.

Aparentemente, foi devido a um tweet em referencia ao Mueller report, aquela parada lá que ia averiguar se a Rússia interferiu realmente nas eleições americanas de 2014 (e descobriram que não interferiu). A citação no tuíte é de Ralph Waldo Emerson e tem sido usada em várias formas em filmes e programas de TV, como The Wire:

Também, como parte de uma campanha de lista negra conservadora do Vale do Silício, o Paul Joseph Watson também foi banido do Facebook e do Instagram, em mais uma das vigarices das redes sociais de Mark Zuckerberg. Conhecido por suas críticas ao feminismo, Islã, progressismo e outras vertentes pós-modernas, Watson ganhou muito alcance nos últimos anos, inclusive temos vários vídeos dele legendados em português neste site.

No vídeo abaixo, PJW comenta o caso (este está sem legendas em português):

O inglês, no Twitter (ainda não foi banido lá), disse que já está tomando medidas legais contra o Facebook. Ele garante que “tem os melhores advogados de mídia em Londres olhando a questão do Facebook”. “Eu não sou um ‘extremista’ ou uma ‘pessoa perigosa’ e não serei difamado como um”, complementou.

O caso repercutiu bastante, chegando ao conhecimento do presidente americano Donald Trump, que comentou estas presepadas:

IMPORTANTE: Siga a Direita Realista em redes sociais alternativas

Como podemos ver, não dá pra confiar nestes sites (e isso já faz tempo). Então, nós criamos contas em duas redes sociais alternativas.

Pedimos também que cadastre-se em nossa newsletter, pois assim poderemos enviar as nossas atualizações diretamente por email:

  • Direita Realista no Bitchute – Plataforma de vídeos P2P revolucionária e livre que está servindo de backup de nossos vídeos e de outros que encontramos pelo YouTube, mas correm o risco de serem apagados devido a censura.
  • Direita Realista no Minds – Rede social que promete ser absolutamente livre e que dá recompensas pelo uso. Parece com Twitter, mas não tem limite de caracteres.

Atualização: Antes de banir conservadores, Twitter restitui conta de esquerdista banida por discurso de ódio.

Atualização 2: Facebook censura conservadores: Milo Yiannopoulos, Paul Joseph Watson e outros

Veja também

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!