Roger Waters grava música em apoio a Maduro

Roger Waters grava música em apoio a Maduro, ou inspirada nele, algo assim, mas nem os fãs gringos perdoaram: “É o mais maluco do Pink Floyd”, escreveu um deles.

Depois de tentar lacrar falando mal do Bolsonaro na época das eleições 2018 e defender abertamente a ditadura de Maduro, o ex-Pink Floyd resolveu queimar ainda mais o filme.

Segundo o site Rolling Stone, Waters recentemente gravou um vídeo, postado depois no Twitter, para o o show “Hands Off Venezuela”, promovido por Nicolás Maduro, na fronteira da Venezuela com a Colômbia. A apresentação organizada por Maduro foi uma resposta ao show beneficente realizado já em território colombiano por Juan Guaidó.

“Quero dizer algo para vocês, o povo da Venezuela. Eu admiro vocês desde 1998 e antes disso. Eu sou um grande advogado das ideias de Simon Bolívar, um grande pensador, revolucionário, progressista, humanista, homem e líder. Eu vejo vocês daqui de longe resistindo a todas as tentativas de poderes imperiais de destruir a revolução”, disse o roquista, que também disse aos EUA: “Deixe o povo venezuelano em paz. Eles têm uma verdadeira democracia. Pare de tentar destruí-la para que o 1% possa explorar o petróleo. Estados Unidos, fiquem fora da Venezuela“.

As reações, entretanto, foram bastante negativas. Uma delas dizia: “Parabéns, você acabou de ultrapassar Syd Barrett e se tornar o mais doido integrante do Pink Floyd” e outra que “odiar Donald Trump não significa ter que apoiar Maduro”, escreveu outro. “Você não tem ideia da nossa situação. Apreciamos o seu silêncio”.

Veja também

Deixe um comentário

Alguns posts relacionados

Newsletter

Assine a nossa newsletter e faça parte dos nossos assinantes!