Padre Paulo Ricardo – Memória de Santo Estanislau, Bispo e Mártir (Vídeo)

A Homilia Diária de número 818 de Padre Paulo Ricardo foi feita em memória de Santo Estanislau, Bispo e Mártir, um homem que derramou o seu sangue para defender a santidade do Matrimônio. Acesse aqui a descrição completa.


Descrição

A Homilia Diária de número 818 de Padre Paulo Ricardo foi feita em memória de Santo Estanislau, Bispo e Mártir, um homem que derramou o seu sangue para defender a santidade do Matrimônio.

A homilia foi publicada no dia 11 de março de 2018, ainda no Tempo Pascal daquele ano e não fala tanto do santo em si, mas o seu conteúdo é totalmente relevante, pois nos ensina que pela fé em Jesus Cristo, a quem estão submetidas todas as coisas, que somos salvos. Mas isso, no fundo, de nada adiantaria se Deus não viesse em nosso auxílio e nos desse justamente a capacidade de crer e, crendo, abrir-nos ao efeito salvífico do seu amor. Ele deu-nos o seu Filho, propiciação por nossos pecados, e pelo mesmo Filho nos outorgou a graça de crermos e vivermos como convém à nossa salvação eterna.

Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo e peçamos a Deus que, dirigindo nossas ações no seu beneplácito, mereçamos pela fé em Cristo Jesus abundar em obras de verdadeira caridade.

O Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
(Jo 3, 14-21), lido naquela ocasião, foi abordado pelo padre da seguinte forma:

“Deus amou tanto o mundo”, diz Jesus a Nicodemos, “que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna.” Meditando sobre esta passagem do Evangelho de São João, Padre Paulo Ricardo explica-nos como somos salvos pela graça e mediante a fé no sacrifício amoroso de Nosso Senhor, consumado de uma vez por todas no altar da Cruz. Assista a esta pregação e, a exemplo de Nicodemos, deixe-se iluminar pela palavra de Cristo!

Veja também

Mais informações

Disclaimer: exceto quando explicitado na publicação, não temos nenhuma ligação com o conteúdo divulgado ou seuu(s) criador(es). É também interessante notar que, apesar do nome do site, nem todo conteúdo publicado aqui pode ser rotulado como "de direita" ou de algo que o valha. Pode ser simplesmente algo interessante e/ou edificante que mereça ser arquivado ou pra realizar um simples registro histórico. Saiba mais sobre o Direita.TV aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *